Os 3 piores jeitos de fazer networking

“Eu estou sempre participando de eventos de networking, mas nunca consigo fechar uma venda.”

Já ouvi isso várias vezes. Fora as vezes nas quais o problema está na venda em si, sempre me pergunto como essas pessoas acham que é fazer networking. Apesar do que você pode ter já ouvido, fazer networking não é uma solução milagrosa, ainda mais se você fizer isso errado, como muitas pessoas fazem. Eu suspeito que você também tenha cruzado seu caminho com eventos ruins para networking.

Se suas tentativas de fazer networking não estão funcionando para você, aqui estão três razões por que e o que fazer sobre isso.

1. Você está tentando demais.

Em outras palavras, você está fazendo errado. Já esteve em um evento e alguém pôs seu cartão de visita em sua frente antes mesmo de terminar de dizer olá? Não seja essa pessoa. Eu não sei sobre você, mas no momento em que eu sinto um sopro de desespero é o mesmo momento que eu decido que eu não vou dar àquela pessoa qualquer fragmento do meu tempo ou dinheiro.

Se você está se sentindo desesperado ou desesperada, lembre-se destas três palavras: “Vá com calma”. Você pode dar a alguém seu cartão de visita no final de uma conversa, ou quando alguém pedir, ou quando você receber um. Caso contrário, mantenha-o guardado. É interessante também você dar seu cartão caso exista alguma intenção de manter a conversa – soa muito estranho quando vocês se olham e falam “como tá frio hoje” e você já estende seu cartão. Não é no final de toda conversa que você entrega seu cartão.

2. Você está falando com as pessoas erradas.

Fazer networking é sobre a construção de relacionamentos, mas se você está construindo relacionamentos com as pessoas erradas, você está desperdiçando seu tempo. Pense qualidade, não quantidade.

São duas coisas para você pensar aqui: o que você quer e o que você pode oferecer. Não adianta você abordar mil pessoas e não puder oferecer nada a elas e nem saber o que pedir. Tenha um pedido claro em mente (ou alguns). Por isso é importante você fazer uma pesquisa antes sobre quais são as pessoas que estarão presentes no evento de networking que você está indo. Uma das coisas que nós nos certificamos de fazer na Polímatas é divulgar a lista de empreendedores que fazem parte, para que você não cometa erro na hora de decidir entrar. Dê uma olhadinha aqui.

A lição? Seja estratégico sobre com quem você interage.

3. Você está deixando de trabalhar para fazer networking.

Não. A melhor divulgação, o melhor marketing e a maneira mais eficiente de conseguir recomendações é trabalho na rua. Às vezes você só precisa manter a cabeça focada e fazer o seu trabalho. Muitas pessoas que eu conheço gostam de se reunir com colegas para um café e bate-papo. Eles chamam isso de fazer networking. Não é necessariamente, a menos que melhore o seu trabalho de alguma forma. Você está esperando aprender algo novo? Colaboração em um projeto? Ter algumas ideias em de volta?

Nós da Polímatas nos esforçamos demais para criar um senso de comunidade e gostamos de convidar nossos polímatas para tomar café, mas sempre com um objetivo claro em mente: ajudá-los a serem empreendedores mais completos. Quando não estávamos cumprindo com nosso objetivo, somos muito transparentes em dizer isso e rever nossa abordagem.

Faça parte de uma rede de empreendedores em Curitiba.

Nunca participou de uma rede produtiva? Conheça a Polímatas: nós somos uma rede de empreendedores de Curitiba e região e queremos nos conectar com pessoas interessantes e interessadas em trocar experiências.

CONHEÇA A POLÍMATAS

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado.